10/07/2017

Guia básico para iluminação de ambientes

A Iluminação é sem dúvida alguma a melhor amiga da decoração. Não há como criar um projeto de interiores sem pensar nela com muito critério e a todo tempo! Confira alguns truques de como projetar a iluminação da sua casa sem erro:

Comece pela iluminação geral

A criação de um projeto luminotécnico sempre começa pela concepção da iluminação geral dos espaços, feita sempre com muito cuidado e levando em conta as necessidades de cada espaço. É nesse momento que entram em cena as luminárias embutidas nos forros de gesso. Elas são elementos superversáteis que nos possibilitam iluminar qualquer tipo de layout.

Aqui, vale ressaltar que com um orçamento baixo conseguimos resolver 90% da iluminação necessária!

Inclua pontos de luz indireta

A iluminação considerada necessária é apenas a primeira etapa para um bom projeto… Lançar mão de detalhes desenhados em marcenaria e painéis, projetar sancas com iluminação indireta e selecionar peças especiais fazem toda a diferença!! É esse mix bem sucedido entre a iluminação geral, a indireta e a pontual que causa o efeito, ao mesmo tempo, acolhedor e impactante nos projetos de decoração.

Iluminação correta das cozinhas

Nas cozinhas e espaços gourmet, a funcionalidade é essencial. Além da iluminação geral – que pode ser embutida em forros de gesso ou sobreposta nas lajes – é fundamental incluir luz abaixo dos armários suspensos para auxiliar o trabalho nas bancadas. Para complementar, escolha belos pendentes que valorizarão as mesas e balcões de refeições.

Diferentes cenários luminotécnicos no banheiro

Nos banheiros é importante iluminar bem a área do box com lâmpadas adequadas para umidade. Outro passo importante é privilegiar a área da bancada com uma iluminação pensada para a maquiagem e outros cuidados diários. Quando temos banheiras ou ofurôs gosto de projetar uma iluminação indireta e suave no espelho, como alternativa para momentos de relaxamento.

Conforto visual nos quartos

Nos quartos, sempre proponho uma luminária central que direcione a luz para cima. Ela atua como a iluminação principal sem ofuscar os olhos de quem está deitado na cama – aliás, esse é um erro bastante comum, escolher uma peça que incomode os olhos no único ambiente da casa onde olhamos a peça de baixo para cima… Aliada a essa peça principal é importante  projetar spots com luz direcionada para os armários, closets e escrivaninhas e especificar abajures e luminárias de leitura para os criados e poltronas.

Atenção especial para a área social

Costumo dedicar muito tempo a esse ambiente. Sempre busco iluminar cada parte do layout corretamente para depois deixar a criatividade rolar solta, criando efeitos exclusivos para cada projeto, ou que se repetem como uma marca do meu trabalho. E por fim, gosto de pesquisar peças especiais que darão o toque final essencial que o projeto merece!

Aqui vão algumas dicas extras sobre iluminação:

  • Nunca coloque spots sobre os sofás e poltronas para que a luz não fique sobre a cabeça das pessoas.
  • Valorizar as mesas de centro e aparadores com lâmpadas mais cênicas.
  • Crie muitos circuitos para que se abram várias alternativas de iluminação, adequadas às diversas cenas da casa. Assim, você garante uma boa iluminação tanto para uma festa como na hora de um jantar a dois.
  • Invista em sancas de iluminação indireta ou iluminação para os cortineiros. Uma opção certeira para criar uma cena mais suave.
  • Valorizar os revestimentos de parede especiais para que eles fiquem ainda mais diferenciados usando iluminação direcionada.
  • Nunca esqueça das obras de arte! Existem no mercado arandelas específicas para esse fim.
  • E por fim, reservar um budget para as luminárias decorativas: pendentes da sala de jantar, luminárias de piso, abajures  e arandelas; afinal uma peça de design especial bem escolhida pode se tornar o ponto alto de um projeto de decoração, atraindo imediatamente o olhar de quem entra no espaço.

por Cintia Aguiar

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um comentário para “Guia básico para iluminação de ambientes”