14/06/2017

Frivolité Antiguedades: paraíso das “vintagelovers”

Foto

Confesso que nunca encontrei, em anos de andanças pela Espanha ou pelo mundo, um acervo tão impressionante de “peinetas” de época e tecidos antigos como na cidade de Zaragoza, a 300 km a noroeste de Madrid. Refiro-me à Frivolité Antiguedades, loja especializada em confeccionar indumentária tradicional espanhola e trajes típicos sob medida, além de garimpar por toda Europa acessórios de época para compor essas produções.

Peinetas: adereços repletos de história e tradição

Para mim que, coincidentemente, já criei um coleção de joias com peinetas, encontrar esta loja na histórica Zaragoza foi uma grata surpresa. Se você não está familiarizado, falo dos pentes de cabelo decorativos que arrematam penteados, geralmente sob mantilhas ou véus de renda, um elemento muito tradicional em cerimonias religiosas,  festividades e na dança flamenca.

Entre as dezenas de exemplares vitorianos, art nouveau, art déco, espanhóis e franceses, em sua maioria, amei uma peça art déco de celuloide policromado, em forma de pena. Nuca havia visto nada igual. Os variados materiais dos pentes oferecidos pela loja vão da prata à tartaruga, passando pelo jet, celuloide, bakelite, osso, chifre, marfim e muitos outros. Ora adornadas com cristais, ora com douração e pinturas neoclássicas, encontrei, ainda, peinetas com detalhes em vermeil e esmalte. De capotar!

Um passeio pelo tempo

Vale acrescentar que joias antigas em prata, adereços de cabelo, chapéus, minaudières e bolsas de noite, leques, mantones de Manila (os tradicionais xales de seda com bordados multicoloridos) e mais um sem fim de encantos estão em exposição por toda loja, que tem arrumação esmerada. Impossível não reparar nos móveis, manequins e displays antigos, vitrines e objetos de decoração que nos proporcionam uma experiência única de voltar a um passado de muito requinte e tradição.

por Isabella Blanco

Pentes espanhóis transformados em joias eternas

Como a Isa mencionou aqui no início do post, ela lançou a coleção Flamenco, criada a partir de peinetas dos anos 1920, 30 e 40, garimpadas por ela em cidades espanholas, como Madrid, Barcelona e Sevilha. Para decorar os famosos pentes, que foram transformados em colares e gargantilhas, a designer de joias utilizou diversas pedras naturais como lápis lázuli, larimar, quartzo rutilado, rodocrosita, safira e pedra da lua.

Montadas em prata com banhos de ródio ou ouro amarelo e rosa, as joias reúnem traços característicos do período Art Déco como linhas geométricas e combinação de cores vibrantes. São versáteis, pois podem ser usadas como maxis-colares ou envoltas no pescoço como chokers. Verdadeiros objetos de desejo!

Para mais informações e fotos lindas das peças basta seguir a Isa no Instagram (@isabellablancojoias) ou visitar o site: isabellablanco.com.br

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *