25/01/2018

São Paulo, cada um conta sua história

Sao-Paulo-5

Hoje é dia de comemorar o aniversário de São Paulo, cidade de mil e uma possibilidades e infinitas expressões. E para homenageá-la, convidamos vocês a fazer um passeio guiado através das lentes da fotógrafa Giovanna Nucci que busca e encontra beleza nos lugares mais inusitados. As fotos e textos a seguir fazem parte do seu livro “São Paulo, cada um conta sua história”, que está sendo reeditado.

Sao-Paulo-2

Pelas ruas da cidade

A catarinense que adotou São Paulo na década de 90, acredita que a melhor forma de conhecer a fundo uma cidade é a pé, com uma câmera na mão, eternizando cenas, momentos e cenários que muitas vezes passam despercebidos no dia a dia apressado de seus moradores:

“São Paulo se permite à infinitas expressões, ela é contada nos muros, nas casas, nas ruas, nos faróis, nas caras e gestos, na chuva, na poluição, no pôr do sol purpúreo, na noite e no dia, ela tem o tempo todo coisas a dizer.

Quero aguçar a percepção nas pessoas, auxiliar na observância cuja a falta dela muitas vezes é motivo de muita angustia, a felicidade parece estar sempre longe e inatingível como uma praia maravilhosa e longínqua, impossível de alcançá-la, estampada num anúncio bem impresso de revista.

Proponho a você leitor, conhecer e flanar na São Paulo cosmopolita e desfrutar das inesgotáveis novidades nas várias vertentes de expressões artísticas e culturais; visitar galerias e museus, se deliciar em restaurantes e bares, assistir a peças teatrais.”

Sao-Paulo-7

São-Paulo-1

Sao-Paulo-4

Sao-Paulo-6

Sao-Paulo

 “São Paulo, cada um conta a sua história, da talentosa Giovanna Nucci, é um daqueles livros de fotografia em que cada imagem vale bem mais do que as mil palavras da frase hoje transformada em clichê, mas originalmente criada pelo diretor Elia Kazan, um greco-americano tão internacional  que podia perfeitamente ter vivido e ficado famoso em São Paulo.” (Washington Olivetto)

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quelli impostati sull'acquisto di un falso di solito andare a molti degli innumerevoli fake luxury watches siti internet che orgogliosamente vendere orologi replica. Il prezzo basso è un suggerimento sicuro. Gli acquirenti sanno (o dovrebbero sapere) che stanno ricevendo un falso. L'unica domanda è:replika rolex klockor quanto è "buono" un falso? È impossibile dirlo dalla foto sfocata. C'è qualcosa che funziona sul pezzo? Probabilmente no. Questi siti internet spuntano subito dopo la chiusura del primo. Guardate la loro copia dell'annuncio: "Non nasconderemo il fatto che non sono autentici... nessuno lo saprà mai... possiamo quasi essere considerati un'estensione dei marchi veri e propri... anche le Replik IWC Uhren persone qualificate günstig kaufen hublot uhrche convalidano la legittimità degli orologi autentici non possono dire quale sia reale e quale sia falso". Naturalmente nessuna di queste affermazioni è vera.