13/07/2017

Visitamos a exposição “Toulouse-Lautrec em Vermelho”, em cartaz no MASP

Henri de Toulouse-Lautrec viveu de corpo e alma a efervescência noturna da Paris do final do século 19. Das cenas e encontros presenciados por ele em famosos cabarés e bordéis da época, originaram-se suas mais emblemáticas obras. 75 delas podem ser vistas na exposição “Toulouse-Lautrec em Vermelho“, em cartaz no MASP até o dia 01 de outubro. Está imperdível, olha só:

Uma vida regada à arte e boemia

Toulouse-Lautrec nasceu em 1864 em uma família da nobreza. Por decorrência de uma doença óssea congênita e dois acidentes, parou de crescer prematuramente – media 1.40 m apenas. No entanto, a baixa estatura e as dificuldades de locomoção não o impediram de estudar pintura e, mais tarde, explorar a boemia parisiense.

Assíduo frequentador da vida noturna do bairro de Montmartre – como cliente e amigo – entregou-se completamente a esse universo. Tinha trânsito livre e uma relação muito próxima com os boêmios, dançarinas e prostitutas. Essa proximidade permitiu-lhe retratar essas figuras em seus momentos mais íntimos e cotidianos. Sua produção engloba também cartazes feitos sob encomenda para divulgação dos espetáculos dos cabarés, além de retratos de atores e atrizes que decoravam os salões.

Teve uma vida breve, porém intensa – morreu com apenas 36 anos. No entanto, cravou seu nome na história da arte como um dos mais importantes pintores de sua época.

 Exposição “Toulouse-Lautrec em Vermelho”

Onde: MASP | Av. Paulista, 1578 – Bela Vista, São Paulo – SP

Quando: Até 01/10/2017

Info: masp.art.br

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *