jardim vertical: das fachadas dos prédios para os ambientes de casa

Autor(a):

A verticalização das cidades e seu crescimento desenfreado fez com que a natureza perdesse espaço gradativamente. O asfalto passou a tomar conta e as áreas permeáveis estão se tornando cada vez mais escassas, o que prejudica muito a nossa qualidade de vida. A partir dessas observações e percebendo o desenvolvimento dos centros urbanos com seu inúmeros arranha-céus, o botânico francês Patrick Blanc teve uma ideia brilhante: já que o futuro é vertical e a terra serve apenas como base para as vegetações, porque não reproduzir as condições de crescimento das plantas em uma nova orientação? Assim nasceram os jardins verticais, que hoje já ganharam o mundo, embelezando fachadas de prédios em uma perfeita simbiose entre natureza e arquitetura.

Patrick desenvolveu o seu próprio modelo de jardim vertical ao entender que as plantas precisavam apenas de água, nutrientes e luz para sobreviverem – tanto no solo quanto sobre rochas e penhascos.  A estrutura leve pode ser instalada em qualquer tipo de parede e tem um sistema de irrigação e fertilização automatizados. Espia só a casa dele:

De tempos pra cá, essa mesma proposta se tornou tendência na ambientação de residências e espaços internos comerciais. Ótima alternativa para quem vive em casas ou apartamentos pequenos que tem espaços limitados para o cultivo tradicional de plantas, como as varandas. Mas a boa implantação da técnica depende de ajuda profissional!  Além de escolher as espécies adequadas, o paisagista irá verificar a incidência de luz natural e pensar no sistema mais adequado para o local, que pode precisar de rega, drenagem e adubação automatizadas.

Este é o Restaurante Kaá, na Vila Olímpia. Projeto é do Studio Arthur Casas e o jardim vertical foi assinado pelo Quadro Vivo.

No entanto, com um pouquinho de criatividade é possível conseguir o mesmo efeito de um jardim vertical, mas de maneiras mais simples, acessíveis e de fácil manutenção. Jardineiras suspensas, prateleiras, treliças e até mesmo estrados e pallets são ótimos substitutos dos sistemas mais complexos.

Início.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *